Geração da Escrituração Contábil Fiscal (ECF) pelo COLET

A Instrução Normativa RFB nº 1.422, de 19 de dezembro de 2013 instituiu a ECF – Escrituração Contábil Fiscal, que substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ) a partir do ano-calendário 2014, com entrega prevista para o último dia útil do mês de Setembro de 2015.Escrituração Contábil Fiscal

São obrigadas ao preenchimentos da ECF todas as pessoas jurídicas, inclusive imunes e isentas, sejam elas tributadas pelo Lucro Real, Lucro Arbitrado ou Lucro Presumido, com algumas exceções previstas em Lei.

Para as empresas obrigadas a entrega da Escrituração Contábil Digital (ECD), os dados das contas e saldos podem ser importados da ECD (Sped Contábil) referente ao ano de 2014, que já deve ter sido assinado e enviado (prazo final 30 de junho de 2015). Porém, para isto, as contas já devem ter sidos referenciadas ao novo Plano Referencial quando da entrega da ECD.

Caso sua empresa não tenha referenciado o novo Plano Referencial na ECD, terá duas alternativas:

  • Fazer o mapeamento do plano referencial no sistema COLET, gerar novamente a ECD, assina-la e transmití-la como retificadora. Em seguida através do PVA da ECF, importar os dados da ECD retificada.
  • Fazer o mapeamento do plano referencial no sistema COLET e gerar os dados para a ECF diretamente.

No segundo caso, irá gerar os dados do Plano de Contas, Saldos, Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado para serem importados pelo PVA da ECF, na nova opção de Geração de Arquivo para SPED ECF. É importante salientar que neste caso, as contas sintéticas (grupos) também precisam referenciar as contas ECF para que o Balanço Patrimonial seja gerado corretamente.

Ao fazer a importação da ECF a partir do COLET, os seguintes blocos de dados são preenchidos automaticamente:

  • Bloco 0 – Cadastro
  • Bloco J – Plano de Contas
  • Bloco K – Balanço e Demonstrações de Resultado
  • Bloco R – Real – Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado
  • Bloco P – Presumido – Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado – preenchido automaticamente pelo programa validador da ECF, buscando os dados do bloco K.

Os demais blocos deverão ser preenchidos manualmente no programa validador da ECF.

As partes A e B do Livro Eletrônico de Apuração do Lucro Real (e-Lalur) e do Livro Eletrônico de Apuração da Base de Cáluclo da CSLL(e-Lacs) devem ser informados manualmente no sistema validador.

As fichas de informações econômicas e de informações gerais também deverão ser preenchidas manualmente pelas empresas.

A geração de Dados para ECF pode ser feita tanto pelo módulo Contábil quanto pelo módulo Fiscal do sistema COLET, nas versões 1.15.109.0 ou posterior.

Qualquer dúvida a respeito deste assunto pode ser tirada com o suporte técnico da COLET.

Publicado em terça-feira, 1 setembro, 2015, em Contabilidade, SPED e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: