Arquivos do Blog

Metalúrgica IMAC volta a utilizar o Sistema COLET

Neste mês de Janeiro a Metalúrgica Imac, localizada na cidade de Sapucaia do Sul, voltou a utilizar o sistema COLET para o controle de seus processos.

ImacFundada em 1989, a Metalúrgica Imac adquiriu reconhecimento no mercado como fornecedor de peças usinadas e conjuntos soldados para diversos setores da indústria. Tendo como missão fornecer soluções em serviços de usinagem que satisfaçam plenamente nossos clientes, colaboradores, acionistas e a comunidade em geral.

Certificada na norma ISO 9001 pela DNV desde 1998, a Metalúrgica IMAC possui um rigoroso controle de qualidade, com equipamentos e equipe de profissionais qualificados para atender a sua necessidade de produção.

A Imac se preocupa em oferecer um ambiente de trabalho apropriado visando sempre a qualificação de seus colaboradores, além de investir em equipamentos de última geração, o que faz com que a Metalúrgica Imac esteja sempre em constante evolução.

A COLET Sistemas agradece a confiança em nós depositada, e espera que esta parceria agora retomada seja de muito sucesso e renda muitos frutos para as duas empresas. Estamos felizes e confiantes nisto.

Ivan J. Martins

Diretor Comercial – ivan@coletsistemas.com.br

skype: ivan_colet

 

Bloco K – adiado a obrigatoriedade para pequenas e médias empresas

bloco kO Ajuste SINIEF 8, de 2 de outubro de 2015 (DOU 08.10.15) estabelece novos prazos para a entrega do tão falado Bloco K do SPED Fiscal. e com isto os contribuintes de menor porte passam a estar obrigados à entrega em 2017 ou 2018. O Critério principal para isto é o faturamento.

A geração do Bloco K na EFD passa a ser obrigatória a partir de:

1º de janeiro de 2016: (leia atualização aqui)

a) para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$300.000.000,00;
b) para os estabelecimentos industriais de empresa habilitada ao Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof) ou a outro regime alternativo a este;

1º de janeiro de 2017

para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$78.000.000,00;

1º de janeiro de 2018

para os demais estabelecimentos industriais; os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) e os estabelecimentos equiparados a industrial.”.


Importante:

  • Para fins do Bloco K da EFD, estabelecimento industrial é aquele que possui qualquer dos processos que caracterizam uma industrialização, segundo a legislação de ICMS e de IPI, e cujos produtos resultantes sejam tributados pelo ICMS ou IPI, mesmo que de alíquota zero ou isento.
  • Para os efeitos deste ajuste, considera-se faturamento a receita bruta de venda de mercadorias de todos os estabelecimentos da empresa no território nacional, industriais ou não, excluídas as vendas canceladas, as devoluções de vendas e os descontos incondicionais concedidos;
  • O exercício de referência do faturamento deverá ser o segundo exercício anterior ao início de vigência da obrigação.

Fonte: Diário Oficial da União


Embora adiada a obrigatoriedade, cabe salientar que a COLET estava em vias de iniciar os treinamentos para as adequações necessárias nas rotinas e processos dos seus clientes a fim de atender à mais esta obrigação acessória, uma vez que o Sistema COLET está apto a gerar tais informações, desde que corretamente registradas no banco de dados do sistema.

Coleta de Dados através de Touch Screen

O módulo do sistema COLET utilizado para coleta de dados na produção (clt400), possui nova versão disponível para uso em computadores com tela touch screen. Com ela não é necessário o uso de teclado, mouse e nem de listas impressas com os códigos de máquina, processos, tipos de parada, etc… tela touchscreenÉ possível utilizar o recurso touch screen, para preenchimento de todas as informações.

A inclusão da ordem de produção nos eventos, pode ainda ser feita utilizando scanners para leitura do código de barras.

Para utilizar esse novo recurso, a empresa deve possuir PC com o recurso de tela touch. Para habilitá-lo, sem custos adicionais, ou para agendar uma visita técnica para treinamento, basta solicitar ao nosso suporte técnico via abertura de ticket ou pelo telefone (51) 3097-1210).

Ivan J. Martins

Diretor Comercial – ivan@coletsistemas.com.br

Skype: ivan_colet

Novo Cliente no Equador – FRANCELANA S.A.

francelanaNo final de 2014 o sistema Colet passou a atuar na linha de produção da FRANCELANA S.A., uma das indústrias têxtis líderes de mercado no Equador.

Localizada na cidade de Quito, a FRANCELANA foi fundada em 1956, e desde então é referência no mercado equatoriano de produção de tecidos 100% lã e mesclas.

Com o intuito de melhorar sua gestão de custos e de processos, a empresa buscou no nosso módulo de controle de produção específico para o ramo têxtil, o meio para atingir uma eficaz gestão de produção.

Totalmente traduzido para o espanhol, e contando com as boas práticas de gestão do setor, e com muitos recursos gráficos e objetivos, o sistema COLET, em fase final de implantação já possibilita à empresa a extração de importantes informações e resultados.

A FRANCELANA torna-se assim a segunda indústria têxtil daquele país a contar com a tecnologia do COLET para a gestão de seus recursos produtivos.

foto RENE

Depoimento do Cliente:

O Assessor contábil e tributário da FRANCELANA, Sr. René Padilla, descreve abaixo em sua visão, como está sendo o processo de adoção e implementação do sistema COLET (traduzido por nós):

Durante meses Francelana esteve em busca no mercado equatoriano, por um sistema de controle de produção, lamentavelmente sem êxito. Entre as buscas, nos encontramos com uma empresa situada em Quito, do setor têxtil, que contava com o sistema COLET ha 2 anos. Através dela iniciamos os contatos e análises de demonstrações do sistema.

No mês de setembro de 2014, ao finalizar uma importante etapa de negocições, se iniciou a implementação do sistema com as pessoas envolvidas com o processo de produção.
Através de visitas de dois técnicos da empresa COLET, iniciamos os trabalhos de revisão, comparação e estrutura das fichas técnicas e relatórios necessários.

No momento o Sistema COLET esta implementado em uns 70%, e apesar de não estar implementado em sua totalidade, Francelana já pode evidenciar as grandes vantagens que oferece o sistema, já que ao eliminar processos manuais, se eliminam riscos de erros nos registros e processos de produção. Já ficou evidente que Francelana vai poder melhorar seus padrões de produção, produtividade e melhorar seus tempos de produção.

A estrutura do sistema e a abertura dos técnicos da COLET tem permitido que o sistema vá se adaptando as necessidades da Francelana, obviamente sem cair em simplesmente satisfazer os caprichos dos usuários.

Ivan J. MartinsDiretor Comercial

ivan@coletsistemas.com.br

%d blogueiros gostam disto: